arte · dica · filme

Dica cinematográfica: “The Eight Diagram Pole Fighter” (1983)

The-8-Diagram-Pole-Fighter-1“The Eight Diagram Pole Fighter” é um filme de 1983, produzido pela Shaw Brothers em Hong Kong, considerado por este podcast o único filme de kung fu com história… E que história!

Com a ajuda do traiçoeiro general da dinastia Song, Pan Wei, o exército da dinastia Liao teve sucesso ao enganar o general da dinastia Song Yeung Yip e seus 7 filhos, matando cinco deles, mais o pai na praia dourada.O sexto filho retorna para casa, mas é severamente traumatizado, lutando até com sua mãe, confundindo-a com o inimigo. A mãe e suas irmãs concentram-se em mantê-lo seguro em casa, já que ele é procurado por toda a guarda imperial como traidor do império.

Enquanto isso, o quinto filho se refugia num monastério, convencido a se transformar num monge, no entanto, com a morte de um dos mestres, ele se vê forçado a abandonar seu treino como monge para voltar à batalha e colocar um ponto final nessa história, de uma vez por todas.

É uma história com uma grande complexidade e que se desenvolve aos poucos, apresentando várias ramificações aos seus personagens, envolvendo o espectador aos poucos, crescendo dentro de quem a assiste e só nos instantes finais é que é possível perceber a sua genialidade, vendo toda a sua grandiosidade e diversidade.

Há quem ache que filmes orientais antigos e, em especial, os filmes do kung fu sejam feitos com relaxo, apresentando atuações pífias e efeitos especiais à margem do cinema ocidental, mas ignorância maior não poderia ser dita sobre esse cinema tão rico, afinal, se as atuações parecem estranhas, a nós ocidentais, num primeiro olhar, é por que não estamos acostumados a uma cultura diferente, que preza muito pela interpretação gestual, principalmente em relação ao rosto. Quando aos efeitos especiais e os cenários de papelão, isso é reflexo da época, nem mesmo os filmes de Hollywood eram tão bons assim, lembrando que eles contavam com orçamentos infinitamente maiores e os produtores chineses tinham que se virar com o que tinham no país, nada de contratar estrangeiro oferecendo mansões, carros, etc… Eu particularmente, acho que os cenários pintados um charme a mais para o filme, coisa que gostaria de ver com mais frequência e não como paródia ou estilização num filme do Wes Anderson.

Enfim, “The Eight Diagram Pole Fighter” é um filmaço, faz jus a fama de clássico!

5 pontos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s