5 estrelas · arte · clássico · dica · filme

Dica cinematográfica; “Police Story” (1985)

Police-Story-poster

“Police Story” é aquele clássico filme da Band dirigido e estrelado pelo mestre do cinema de ação Jackie Chan e é desse filme que eu vou escrever hoje.

A história acompanha alguns dias na vida de Ka Kui, um policial da polícia de Hong Kong, enquanto ele é incriminado por um chefão do crime que havia ajudado a prender, foge dos seus próprios colegas policiais que acreditam que ele assassinou um policial e arranja problemas com a namorada.

Nunca falei de Jackie Chan aqui no blog por achar que ele dispensava qualquer comentário, afinal o cara é um gênio, mas como andei vendo algumas críticas negativas ao seu trabalho, decidi escrever um pouco sobre os meus filmes favoritos do Jackie Chan e bem, que melhor forma de começar a falar dele, se não pelo clássico “Police Story”?

Neste filme, Jackie Chan já havia se consolidado como ator de filmes de ação na China, usando o seu próprio estilo, bem diferente do de Bruce Lee, exatamente para evitar comparações com o outro mestre, abusando de movimentos ágeis aprendidos quando ele ainda era adolescente e praticava atletismo, além de fazer uso de diversos objetos dispostos nos cenários e, é claro, o humor, sempre presente em todas as cenas de luta. Em “Police Story”, Jackie é também o diretor, o que dá a ele muito mais liberdade para explorar tudo aquilo que ele e sua equipe de dublês poderiam fazer na tela, além de mostrar como que além de ótimo lutador, ele é ainda um ótimo diretor.

Quando eu paro para pensar neste filme, noto que este é um filme completo, bom roteiro, boas lutas, boa trilha sonora, boa direção, enfim… Não tem como decepcionar.

Suas cenas de ação estão entre as melhores cenas de luta da história e não é para menos. Um dos grandes méritos de Jackie Chan é o fato dele ser um perfeccionista, filmando e refilmando várias vezes a mesma cena até ela sair perfeita e, de preferência, sem muitos cortes, usando sempre de planos abertos, o que nos passa uma sensação de movimento e impacto muito maior.

Repare, nos filmes de ação genéricos as cenas de luta sempre focalizam os golpes, mas isso não dá uma boa ideia de movimento e impacto, por que nós não vemos, por exemplo, o braço se movendo em direção ao rosto, nem o rosto sendo jogado para trás (isso quando o golpe em si é mostrado). Já em “Police Story” nós vemos o braço de movendo e o rosto sendo jogado para trás, e claro, vemos os golpes sendo focalizados pela câmera, mas no momento certo, para dar mais dinamismo à cena.

Isso é algo que o cinema de ação perdeu atualmente e mestres como Jackie Chan dominaram com maestria.

Então o filme não tem um valor apenas como entretenimento, puro e simplesmente, ele também tem seu valor como obra de arte que é, afinal como não dizer que cenas como aquela em que o carro cai pelo barranco destruindo várias casas, ou a cena em que Ka Kui desce pelo lustre do shopping não são emblemáticas e belas, por si só?

Enfim, “Police Story” é um filme mais que recomendado pra você, que quer ver muita porrada; pra você, que quer adquirir um pouco mais de conhecimento sobre a forma de se fazer cinema; ou para você, que quer dar umas risadas, simplesmente com um clássico do cinema chinês.

5 pontos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s