arte · dica · filme

Dica cinematográfica; “O substituto” (2011)

capa-tony-kaye-o-substituto

Existem alguns filmes que são tão encantadores que você não quer que terminem. “O substituto” é um desses.

Trata-se de um filme que acompanha o dia a dia de um professor substituto em uma escola, mostrando o seu relacionamento com outras pessoas, alunos e a vida dos outros integrantes do corpo docente.

É um filme com várias histórias, algumas nem se cruzam, mas que tem como objetivo mostrar os problemas enfrentados por professores na escolas hoje em dia, com salários ruins, colegas desiludidos, alunos e pais desinteressados na escola, que acham estarem em algum pedestal de onde devem ser paparicados por todos os professores, diretores e conselheiros.

Henry Barthes cai no meio de tudo isso, substituindo um professor de inglês e o filme prossegue mostrando a história dele e de outras pessoas, enquanto mostra monólogos do substituto, destrinchando a dura realidade na qual ele vive e não consegue escapar.

“O substituto” não é um dos melhores filmes que já vi. De fato, ele só cresce do meio pro final, apresentando a história de Henry e uma jovem prostituta que ele meio que adota, por ficar com pena dela.

Mas vale a pena. É um filme agradável e encantador, com duras e sérias críticas a um sistema que já deu o que tinha que dar.

4 pontos e meio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s