arte · dica · filme

Dica cinamtográfica: Don Jon (2013)

600full-don-jon-posterDon Jon (“Como não perder esse mulher” em português) é o primeiro filme escrito e dirigido por Joseph Gordon-Levitt e conta a história de Jon Martello, um verdadeiro babaca (ou Don Juan moderno se você for uma menina imbecil), que se preocupa com poucas coisas na vida: Seu apê, seus amigos, seu corpo, sua religião, seu carro, sua família e, claro, suas mulheres.

No entanto, Jon têm um problema: ele é viciado em vídeos pornôs. Para ele, não há mulher que se compare com um bom vídeo pornô, o que pode levar horas para se encontrar, mas quando ele encontra, ele se perde e nem mesmo uma mulher nota 10 consegue fazê-lo se libertar desse vício.

Don Jon tinha tudo pra ser um filme ruim: Um estreante dirigindo e escrevendo uma comédia romântica, requintes de besteirol em seu roteiro e uma vibe rolando por trás de tudo isso, mas o filme surpreende.

Primeiro por que não é uma simples comédia romântica. Don Jon é um filme muito mais profundo do que isso, jogando na cara, sem rodeios, personagens que são muito honestos e realistas. O melhor exemplo disso é o próprio Jon, o legítimo babaca do século 21: Pegador, mulherengo, cheio de amigos pagando pau pra ele, bombado, descolado, bem vestido, com um apê legal e uma voz irritante que deixa as mulheres (idiotas) molhadas. Mas também temos a namorada dele, a legítima patricinha arrogante, metida a princesa, cheia de frescuras, mandona, irritante, sem graça, egoísta, gostosa, mas que quando abre a boca, broxa qualquer cara que tenha um cérebro.

Segundo (e isso está até incluído no primeiro item) Don Jon é um filme honesto, mostrando situações reais, em alguns momentos até fazendo-se crer que foi um filme gravado com uma câmera caseira. Isso é algo que eu só tinha visto uma vez, em um mangá, chamado Onani Master Kurosawa.

Terceiro: Don Jon tem uma qualidade técnica. Não é um filmezinho qualquer, é um filme realmente bom, com uma boa imagem, uma ótima edição e, não podia me esquecer, uma ótima trilha sonora.

Enfim, Don Jon é um filme que merece (e muito!) ser assistido e que já se tornou um cult, ao menos para mim.

4 pontos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s