5 estrelas · arte · dica · game · nostalgia

Dica gamística: Pokémon X

untitledSim, eu finalmente comprei um Nintendo 3DS, não iria comprar, mas com um jogo tão bom quanto esse saindo, decidi comprá-lo e aproveito pra iniciar uma série de dicas aqui, o de games e é com muito prazer que indico “Pokémon X” primeiro.

Como todo RPG, tem que ter história e como todo jogo de Pokémon, a história é sempre a mesma, desde a segunda geração. Um treinador se muda para uma nova casa e inicia a sua jornada num mundo novo, com algum pokémon inicial diferente. E desde a segunda geração que o jogo é sempre o mesmo, nem mesmo o pikachu acompanhando o treinador de Yellow resistiu às mentes tradicionalistas do chefões da nintendo.

No entanto, nos últimos anos a nintendo têm conseguido abrir sua mente e têm lançado antigos jogos, com algumas inovações tecnológicas interessantes, um exemplo é o Kid Icarus ou o novo Super Mario World, lançado para o console, mais que inovador, Nintendo 3DS.

E demorou, mas finalmente o jogo inovou e inovou demais. Os golpes têm animações de verdade, os pokémon se movem nas lutas e fora delas, dançam e interagem com você. O 3D do console adicionou um novo jeito de olhar para o mundo do jogo, com câmeras atrás do personagem, customização do mesmo e interações inteligentes com pessoas da vida real, através do wifi.

Sem contar que nesse pokémon há uma certa camada de mistério nesse jogo, como é notável ao conversar com vários NPC’s, além de lugares sombrios e que, aparentemente, não têm a menor importância para o jogo.

Uma das únicas coisas que não alegra a quem joga mais esse game da franquia é, exatamente, o fato de Pokémon ser uma franquia. Agora é uma nova geração e o número de pokémon aumentou muito. Claro que também ficou mais fácil completar a pokédex, mas a quantidade extremamente gigante de pokémons e a diversidade dos novos deixam uma sensação de que a franquia já deu o que tinha que dar, é só observar o desenho dos novos pokémon. Além de que o número restrito de só seis pokémon pra se usar ficou meio restritivo demais, afinal são tantas opções.

O que seria legal é a Game Freak parar de criar novas gerações para os montrinhos e se concentrar em criar novos jogos, baseados em antigos games da série, afinal os remakes (Firered, Leafgreen, Soulsilver e Heartgold) são, mesmo com tantas inovações, melhores que os novos jogos, até mesmo pela nostalgia de estar enfrentando os velhos líderes de ginásio, escolhendo os velhos pokémons e percorrendo os velhos e amigáveis lugares.

Mesmo assim vale o investimento no jogo. É garantia certa de boa diversão por muitas e muitas horas.

5 pontos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s